Serviços prestados

Execução de programas de controle de pragas urbanas em áreas residenciais, comércio, indústria e patrimônio histórico.
Palestras, cursos e treinamentos, teóricos e práticos, sobre pragas urbanas e estratégias de controle.

Realização de bioensaios para avaliação de praguicidas e equipamentos empregados no controle de pragas urbanas.

Desinsetização / “Dedetização”

Barata, formiga, mosca, pulga e traça.

Controle de baratas

Para o controle químico de baratas são utilizadas duas técnicas de aplicação de inseticida:

Iscagem com GEL

A isca inseticida na forma de GEL é aplicada em pontos estratégicos, nos locais de abrigo das baratas, ou próximo a estes, como frestas, fendas e vãos. O gel na forma de pequenos pingos é distribuído sob prateleiras, bancadas e mesas, atrás de quadros e painéis, em frestas de portais e rodapés e etc.
As baratas morrem após 48 a 72 horas da ingestão do gel. Vale lembrar que nem todas as baratas existentes em determinado ambiente, alimentam-se do gel imediatamente após a aplicação do mesmo. Assim, a área tratada alcançará um nível de controle satisfatório, por volta de 10 a 15 dias após o tratamento.

Vantagens da técnica de iscagem com gel:

  • não contamina o ambiente com cheiro, vapores e fumaça;
  • não precisa afastar pessoas ou animais do local;
  • não precisa remover objetos, alimentos e utensílios de cozinha de prateleiras, bancadas, armários, etc;
  • não precisa realizar limpeza após a aplicação do gel, a limpeza deve ser feita antes do serviço de desinsetização.

O gel é eficaz para baratas francesinhas (Blattella germanica) e barata de esgoto (Periplaneta americana). No entanto, como o gel é solúvel em água, não pode ser aplicado em ralos, bueiros e caixas de esgoto, onde encontramos a barata de esgoto. Nestes locais realizamos pulverização residual de inseticida.

Pulverização residual de inseticida

Consiste na aplicação de inseticida na forma líquida em ralos, bueiros e caixas de esgoto.

Cuidados a serem observados:

  • os ralos não devem ser lavados por 12 horas após a pulverização;
  • crianças, idosos, gestantes e pessoas alérgicas devem evitar entrar no ambiente onde o ralo foi pulverizado, por 04 horas;
  • mantenha cães e gatos afastados dos ralos e caixas pulverizados (para que não deitem em cima ou pisem no inseticida) e limpe estes locais antes do acesso destes animais.

Controle de formigas

O controle de formigas nas áreas internas das residências é realizado com a aplicação de isca formicida na forma granulada ou na forma de gel, nas trilhas do inseto.

A isca granulada é acondicionada dentro de porta iscas enquanto que o a isca gel é aplicada diretamente nas trilhas. As formigas operárias transportam a isca granulada ou o gel para dentro do ninho para alimentarem os outros indivíduos da colônia. As formigas que observamos circulando em um ambiente, representam apenas 5% das formigas existentes na colônia.

Cuidados a serem observados:

  • não tocar nas iscas ou nos porta iscas quando as formigas estiverem se alimentando;
  • não aplicar produtos de limpeza próximo ou sob os porta iscas ou os locais com gel;
  • não aplicar inseticidas aerossóis nas trilhas das formigas pois isto pode causar a fragmentação da colônia (as formigas se sentem em perigo e fundam novos ninhos aumentando a quantidade de formigas).

Controle de pulgas

O controle é realizado com pulverização residual de inseticida em todo o piso da residência.

Cuidados a serem observados antes dos serviços:

  • levar animais domésticos para banho no veterinário;
  • lavar a cama dos animais;
  • aspirar o ambiente com aspirador de pó doméstico no dia do tratamento. Tomar o cuidado de jogar fora o saco de papel que retém o pó. Depositar o saco dentro de um saco plástico que deve ser bem fechado antes de ir para a lata do lixo. Para os modelos de aspirador que não possuem sacos descartáveis, colocar o saco fechado em balde com água e sabão e lavar. A aspiração retira ovos, larvas, pupas, adultos e também o alimento das larvas, ou seja, as fezes das pulgas adultas e outras matérias orgânicas.

Cuidados a serem observados durante os serviços:

  • pessoas e animais domésticos NÃO podem permanecer no local do tratamento.

Cuidados a serem observados após os serviços:

  • pessoas só deverão retornar ao ambiente tratado após 8 horas;
  • crianças, idosos, gestantes, pessoas alérgicas e animais domésticos deverão retornar ao ambiente tratado após 24 horas;
  • deixar o ambiente arejado após a pulverização de inseticida;
  • limpar o piso antes do retorno de crianças e animais domésticos.

Descupinização

Cupins de Madeira Seca

Para o controle de cupins de madeira seca, o inseticida diluído em isoparafina, é aplicado nas peças de madeira utilizando-se as técnicas de injeção, pulverização e pincelamento.

Na técnica de injeção, o inseticida é aplicado nos próprios orifícios realizados pelos cupins ou em pequenos orifícios abertos mecanicamente. São tomadas precauções de modo a garantir a preservação da estrutura e da aparência da peça tratada. Para a injeção do inseticida, são utilizados equipamentos de pressão retida, de inox, modelo AEROSYSTEM.

As técnicas de pulverização e pincelamento são empregadas no tratamento de peças de madeira que não possuem acabamento com tinta, verniz, fórmica e outros.

Na técnica de pincelamento, após a limpeza da superfície da peça a ser tratada, aplica-se duas ou três camadas de calda inseticida, com auxílio de pincel.

Na técnica de pulverização utiliza-se pulverizador manual de compressão de inox ou pulverizador elétrico para distribuição da calda inseticida na superfície da peça ou estrutura a ser tratada.

Cupins de Solo

Para o controle de cupins de solo é realizada barreira química através das técnicas de injeção e disposição em trincheira.

Injeção

O inseticida, diluído em água, é aplicado em furos abertos mecanicamente no piso (ao longo do perímetro das paredes) ou nas paredes. São realizados cerca de 05 furos por metro linear de piso ou parede.

Trincheira

O inseticida, diluído em água, é aplicado em trincheiras ou valetas, de aproximadamente 15 cm de largura e 30 cm de profundidade, cavadas em jardins e canteiros.

Tratamento em conduítes

Nas instalações elétricas são utilizados inseticidas na formulação de pó seco, aplicados através de polvilhadeira ou insufladores.

Cuidados a serem observados antes dos serviços:

  • esvaziar os móveis a serem tratados, retirando roupas, sapatos, bolsas, livros e quaisquer outros objetos;
  • pessoas e animais domésticos deverão permanecer afastados do ambiente tratado por 8 horas (este período sofrerá variação de acordo com a extensão do tratamento); crianças, gestantes, idosos e pessoas alérgicas deverão permanecer afastados do local tratado por 24 a 48 horas (este período sofrerá variação de acordo com a extensão do tratamento).

Cuidados a serem observados após os serviços:

  • roupas, livros, etc só poderão retornar aos móveis tratados após 24 horas da aplicação de inseticida;
  • passar pano seco no interior do móvel antes de dispor roupas e objetos;
  • o fechamento dos furos abertos para injeção de inseticida é de responsabilidade do contratante.

Controle de Brocas

Para o controle de brocas o inseticida diluído em isoparafina, é aplicado nas peças e estruturas de madeira utilizando-se as técnicas de injeção, pulverização e pincelamento.

Na técnica de injeção, o inseticida é aplicado nos próprios orifícios realizados pelas brocas ou em pequenos orifícios abertos mecanicamente. São tomadas precauções de modo a garantir a preservação da estrutura e da aparência da peça tratada. Para a injeção da calda inseticida, são utilizados equipamentos de pressão retida, de inox, modelo AEROSYSTEM.

As técnicas de pulverização e pincelamento são empregadas no tratamento de peças e estruturas de madeira que não possuem acabamento com tinta, verniz, fórmica e outros.

Na técnica de pincelamento, após a limpeza da superfície da peça a ser tratada, aplica-se duas ou três camadas de calda inseticida, com auxílio de pincel.

Na técnica de pulverização utiliza-se pulverizador manual de compressão de inox ou pulverizador elétrico para distribuição da calda inseticida na superfície da peça ou estrutura a ser tratada.

Cuidados a serem observados antes dos serviços:

  • esvaziar os móveis a serem tratados, retirando roupas, sapatos, bolsas, livros e quaisquer outros objetos;
  • pessoas e animais domésticos deverão permanecer afastados do ambiente tratado por 8 horas (este período sofrerá variação de acordo com a extensão do tratamento); crianças, gestantes, idosos e pessoas alérgicas deverão permanecer afastados do local tratado por 24 a 48 horas (este período sofrerá variação de acordo com a extensão do tratamento).

Cuidados a serem observados após os serviços:

  • roupas, livros, etc só poderão retornar aos móveis tratados após 24 horas da aplicação de inseticida;
  • passar pano seco no interior do móvel antes de dispor roupas e objetos;
  • o fechamento dos furos abertos para injeção de inseticida é de responsabilidade do contratante.

Controle de Traças

Traças dos livros e das roupas

O controle químico de traças é realizado através de micropulverização de inseticida em frestas e fendas (batentes de portas, rodapés, molduras de janelas, etc), no interior de armários, de estantes, de cômodas e etc.

Cuidados a serem observados antes dos serviços:

  • esvaziar estantes e armários, retirando roupas, sapatos, bolsas, livros e quaisquer outros objetos;
  • vistoriar as roupas; aquelas com sinais de ataque de traças deverão ser lavadas e passadas com ferro quente;
  • vistoriar os livros; aqueles com sinais de ataque de traças deverão ser separados e tratados;
  • pessoas e animais deverão permanecer afastados do ambiente tratado por 6 horas;crianças, crianças, gestantes, idosos e pessoas alérgicas deverão permanecer afastados do local tratado por 24 horas.

Cuidados a serem observados após os serviços:

  • roupas, livros, etc só poderão retornar aos móveis tratados após 24 horas da aplicação de inseticida;
  • passar pano seco no interior do móvel antes de dispor roupas e objetos.
Traças dos Grãos e Produtos Armazenados

O controle químico é realizado através de micropulverização de inseticida no interior da despensa e armários que armazenem alimentos.

Controle de Mosquitos

O controle químico de mosquitos pode ser direcionado para as formas jovens do ciclo de vida do inseto (fase aquática) ou para as formas adultas (fase aérea):

Controle de formas jovens

São realizadas aplicações de inseticida nos criadouros (coleções de água parada) com o objetivo de eliminar as larvas do inseto.

Controle de formas adultas

São realizadas aplicações espaciais de inseticida com o objetivo de eliminar os mosquitos adultos (insetos alados). Ocorre em áreas internas e externas.

Áreas internas

São realizadas aplicações com equipamento de pressão retida, nos locais de repouso dos insetos. Além de atingir os insetos presentes no momento da aplicação, apresenta ação, embora de forma limitada e temporária, em mosquitos que penetrem no ambiente posteriormente. Tal ação é resultante dos efeitos residual e de repelência do produto quando aplicado nos locais de repouso dos mosquitos (cantos escuros, atrás e embaixo de móveis, etc).

Áreas externas

São realizadas aplicações de inseticida com equipamento de Ultra Baixo Volume- UBV (vulgarmente conhecido como fumacê) ou com termonebulizador (vulgarmente conhecido como FOG).

Nas aplicações a ultra baixo volume, o inseticida é fracionado em pequenas gotas, atingindo as dimensões ideais para impactar o mosquito em pleno vôo. O inseticida aplicado em UBV tem o aspecto de névoa bem fina, não ocasionando problemas de visibilidade no momento da aplicação. O equipamento de UBV é montado em viatura.

Nas aplicações com termonebulizador, o inseticida em mistura com um solvente oleoso é injetado em um fluxo de gás quente produzido dentro do equipamento, evaporando-se. Ao sair do termonebulizador, os vapores encontram o ar externo mais frio e condensam tomando o aspecto de “fog”. Os termonebulizadores portáteis são utilizados em áreas sem acesso para carros.

Desratização

Controle de Roedores

O controle químico de roedores é realizado com a aplicação de iscas raticidas. As iscas, nas formulações de pellets, grãos ou blocos, são acondicionadas dentro de porta-iscas (caixas ou tubos de PVC). Os porta iscas são instalados em trilhas, passagens, próximo aos locais de abrigos e em pontos com vestígios de roedores (fezes, roeduras, etc).

Em ralos e bueiros, a isca, na formulação de bloco parafinado, é fixada com arame.

Em jardins, canteiros e quintais as iscas são aplicadas diretamente dentro das ninheiras ou tocas dos roedores.

A s iscas não tem cheiro, não exalam vapor nem fumaça.

As iscas raticidas, a base de anticoagulantes, matam os roedores por hemorragia interna após 3 a 10 dias da ingestão.

Para um resultado eficaz, é realizada uma primeira aplicação de raticida e depois uma ou duas revisões em intervalos de 10 a 15 dias.

Cuidados a serem observados:

  • não é necessário afastar pessoas para a realização do tratamento;
  • cães e gatos devem permanecer afastados durante todo o período em que as iscas raticidas estiverem no ambiente;
  • no caso de ingestão acidental por crianças ou animais domésticos, existe um antídoto eficaz – a vitamina K1.

Outros animais nocivos

Controle de Lacraias

O controle químico de lacraias é realizado através de pulverização residual de inseticida em ralos, bueiros, caixas de esgoto e frestas de rodapés.

Cuidados a serem observados:

  • os ralos não devem ser lavados por 12 horas após a pulverização;
  • crianças, idosos, gestantes e pessoas alérgicas devem evitar entrar no ambiente onde o ralo foi pulverizado, por 06 horas;
  • manter cães e gatos afastados dos ralos e caixas pulverizados (para que não deitem em cima ou pisem no inseticida);
  • limpar estes locais antes do acesso dos animais.

Capina química, Roçagem de vegetação e Poda de árvores.